Hemeroteca

Roda da Fortuna
Número 1/1 (2012)
Leyenda
Artículo alojado en InterClassica = Artículo alojado en InterClassica
Disponibilidad
Números disponibles de
Roda da Fortuna
Artículo Páginas

Interpretaciones del mito de Prometeo

Ardesi de Tarantuviez, Beatriz

El mito griego se nos presenta con un significado polimorfo y con una carga energética endógena. Sus expresiones se dan en un tiempo y en un espacio. Analizaremos el mito de Prometeo en tres interpretaciones: la del poeta Hesíodo, la del trágico Esquilo y la del filósofo Platón. Hesíodo en Teogonía explica el paso de la edad de oro a la edad de hierro con la especificidad de la ocultación del fuego por parte de Zeus que así castiga a los hombres. Esquilo hace con Prometeo encadenado una tragedia política donde repercuten los conflictos atenienses entre la oligarquía y la democracia. En un contexto muy distinto, Platón, en Protágoras, hace del mito prometeico un mito político porque con él se establecieron el respeto y la justicia.

The Greek myth features a polymorphic meaning and has an endogenous energy charge. Its expressions occur in a given time and space. We will analyze the myth of Prometheus following three different interpretations: that of the poet Hesiod, that of the tragedian Aeschylus, and that of the philosopher Plato. In his Theogony, Hesiod explains the transition from the Golden Age to the Iron Age through the specificity of the concealment of fire by Zeus, who thus punishes men. In Prometheus Bound, Aeschylus creates a political tragedy presenting the impact of Athenian conflicts between the oligarchy and democracy. In a very different context, Plato’s Protagoras turns the Promethean myth into a political myth because respect and justice are established in it.

12-24

Propaganda política e a construção da imagem em cunhagens monetárias

Mosca, Litiane Guimarães

Este artigo pretende entender como a imagem pública de Augusto, primeiro imperador de Roma, foi construída e representada na iconografia de sua época. Considerando essa imagem como a representação coletiva do mesmo na mente do público, o trabalho visa analisar cinco exemplares de cunhagens monetárias de diferentes momentos do governo de Otávio Augusto. Partindo do conceito de propaganda política, o que pretendemos com esta pesquisa é fazer uma reflexão sobre os elementos utilizados por Otávio Augusto para construir uma boa imagem política e legitimar seu governo a partir da concepção de propaganda política, demonstrando quais eram as temáticas de que o governante se valeu a fim de propagar e legitimar seu projeto político.

This article aims to understand how the public image of Augustus, first emperor of Rome, was constructed and represented in the iconography of his time. Considering this picture as a collective representation of the same in the public mind, the study aims to examine five examples of monetary coinages of different moments of the government of Octavian Augustus. Based on the concept of political propaganda, what we want with this research is to reflect on the elements used by Octavius Augustus to build a good political image and legitimize his government from the conception of political propaganda, showing what were the issues that drew the ruler in order to propagate and legitimize their political project.

25-44

Os banquetes na I Carta aos Corintos: o conflito de identidades cristãs no século I d.C.

Nascimento, Amanda Cristina Martins do

O presente artigo visa analisar as diferentes identidades cristãs que emergiram no primeiro século, a partir da leitura e estudo de caso do fenômeno dos banquetes particulares e religiosos romanos apresentados pelo apóstolo Paulo na I Carta aos Coríntios. A identidade é compreendida como um elemento mutável, isto é, uma característica do indivíduo (ou de um determinado grupo) produzida em contextos históricos específicos, e ainda, por meio das diferenças. Não podemos afirmar a existência de uma única identidade cristã, as relações de poder que ocorreram na assembleia de Corinto denotam uma demarcação de grupos distintos. Com o nascimento e a difusão do cristianismo observamos um novo espaço de possibilidades para a constituição de novas identidades.

This article aims to analyze the different Christian identities that emerged in the first century, from the reading and case study of the phenomenon of private and religious Roman banquets presented by the Apostle Paul in I Corinthians. Identity is understood as a changeable element, that is, a characteristic of the individual (or a group) produced in specific historical contexts, and, by means of differences. We cannot affirm the existence of a single Christian identity. Relations of power that occurred in the Corinthian assembly denotes a demarcation of distinct groups. With the birth and spread of Christianity we see a new space of possibilities for the constitution of new identities.

45-60

Romance com uma escrava: relações de gênero em O Asno de Ouro de Apuleio

Gibelato, Lahís Moreno

Neste artigo analisamos as relações de gênero apresentadas na obra satírica O Asno de Ouro de Apuleio. Entender como essas relações têm sido estudadas na historiografia e nas Ciências Humanas, bem como entender como esse tipo de literatura vem sendo analisada pela historiografia especializada são também aspectos de grande importância do presente estudo. Nesta pesquisa de caráter histórico, levamos em conta o cunho cômico e literário da obra, como também a origem e a condição social do autor, além do contexto social de mudanças em que ele está inserido, pois essas se demonstram como questões essenciais para nossa análise.

This paper analyzes gender relations at the satirical work The Golden Ass of Apuleius. Understanding how these relationships have been studied by historians and the Human Sciences, as well as understand how this kind of literature has been analyzed by specialized historiography are also important issues of this study. In this research of historical character, we consider the nature of comedy and literary of the work, as well as the origin and social status of the author, moreover the social changing context in which it is inserted, because they are key issues for our review.

61-76

Os discursos sobre os papéis masculinos e femininos no Mediterrâneo Antigo: uma análise da narrativa Apuleiana

Gomes, Erick Messias Costa Otto

Neste artigo será desenvolvida a temática das representações do feminino e do masculino na narrativa literária O Asno de Ouro, de Lúcio Apuleio (século II d.C.). Nosso objetivo é duplo: em primeiro lugar, uma análise sobre as relações de gênero no discurso historiográfico, para compreender o espaço da diferença sexual, mas, sobretudo, analisá-lo a partir dos papéis sexuais, os quais são construídos de maneira relacional na sociedade. Em segundo, privilegiaremos a construção apuleiana sobre as funções femininas e masculinas, levando-se em consideração dois personagens, Panfília e Milão. A partir deles, o autor critica o comportamento feminino por distanciar-se do ideal de matrona, com o objetivo de acentuar, especialmente, a ausência de auctoritas do masculino.

In this article, we will develop the theme of representations of feminine and masculine in the literary narrative The Golden Ass, by Lucius Apuleius (century II A.D.). We have two aims: first, we will make an analysis of the gender relations in the historiographic discourse, so that we understand the space of sexual difference, but, most of all, that we analyse it from the sexual roles, which are constructed in a relational manner in society. Second, we will center in Apuleian construction about feminine and masculine functions, taking into consideration two characters, Panfilia and Milan. From them, the author criticizes feminine behavior because they held off the ideal of matron, aiming to emphasize, especially, the absence of auctoritas of the masculine.

77-90

Micro-relações de Poder: uma análise das atuações dos escravos em O Asno de Ouro, de Lúcio Apuleio

Silva, Suiany Bueno

Desenvolveremos neste artigo a temática referente às relações de poder estabelecidas entre senhores e escravos, percebendo que estas relações se davam por conflitos, mas também por consensos. Abordaremos duas narrativas, quais sejam: da escrava Fótis (Livros II e III) e do escravo Mirmécio (Livro IX), os quais, mesmo estando em condições de inferioridade, não apenas sofriam a ação do poder, mas também o exerciam. O poder é percebido e exercido por meio de diversos dispositivos, nas diferentes esferas sociais, inclusive por escravos. Assim, realizaremos uma análise sobre as negociações articuladas pelos escravos em seus espaços de sociabilidades na sociedade romana provincial representada por Apuleio no século II d.C.

In this article, we will develop the subject regarding the relations of power established among masters and slaves, by noticing that these relationships happened by means of conflicts, as well as agreement. We will analyse two narratives: the one of Fotis slave (Books II and III) and the one of Mirmecius slave (Book IX), who were in conditions of inferiority and nonetheless not only were submitted to actions of power, but also made use of it. Power is noticed and used by varied means, in different social spheres, including slaves. Thus, we will make an analysis of the negotiations articulated by the slaves in their space of sociability in the provincial Roman society.

91-103

Political and Moral Implications on Human Institutions according to Natural Law Paradigm in Two Ancient Christian Texts

Miranda, Lidia Raquel
Lell, Helga María

This work sets out to analyze the opposition between natural law and positive law that prevails as a relevant topic in several texts of Antiquity. It also intends to describe some of the implications that these paradigms have for human institutions, whether their effects are produced on political or moral issues. In order to do so, we will study two Christian texts of Antiquity. Firstly, we will examine the Epistle to the Romans to show Paul’s conception of the Hebraic law as a superseded instance, equivalent in this way to sin and evil. St. Paul pretends to establish a new law to abolish ethnical differences and unite all Christians under the faith in God’s law. Secondly, we will examine the homily De Paradiso by Ambrose of Milan to demonstrate the anthropological perspective that comes from the natural law as it is related with the history of salvation and the connection between the human soul and the Creator.

Este artigo pretende analisar a oposição entre o direito natural e a lei positiva que prevalece como um tópico relevante em alguns textos da Antiguidade. Este trabalho também aspira a descrever algumas das implicações que estes paradigmas têm sobre as instituições humanas, sejam seus efeitos produzidos nas questões políticas ou morais. Para isso analisaremos dois textos cristãos da Antiguidade. Primeiro analisaremos a Epístola aos Romanos para mostrar a concepção de Paulo da lei hebraica como uma instância superada, equivalente neste sentido ao pecado e ao mal. São Paulo quer estabelecer uma nova lei para abolir as diferenças étnicas e unir todos os Cristãos sob a fé na lei de Deus. Em segundo lugar, analisaremos a homilia De Paraiso de Ambrósio de Milão para mostrar a perspectiva antropológica que resulta da lei natural em sua relação com a história da salvação e a conexão entre a alma humana e o Criador.

104-118

Dionisio Areopagita y la Mística

Soto Posada, Gonzalo

El artículo intenta mostrar cómo la mística en Dionisio es el juego del “oximeron” entre lo nombrable y lo innombrable, lo inefable y lo decible, lo conocible y lo inconocible. Por otro lado, muestra que el éxtasis es la posesión en la no posesión, el encuentro en el desencuentro, el estar fuera de sí en el estar en Dios, el estar en Dios sin estar en Dios, la unión en la desunión, el amor pleno del encuentro con Dios gracias a la purificación, la iluminación y la perfección, las tres etapas del ascenso místico extático. Finalmente, se explora el tema de los nombres divinos desde la dialéctica del innombrable omninombrable.

This article intends to show how the mysticism in Dionysius is really the game of “oxymoron” between the mentionable and the unmentionable, the ineffable, the speakable, the known and the unknown. On the other hand, it shows that the ecstasy is the possession in the non-possession, the encounter in the non-encounter, to be out of oneself by being in God, to be in God without being in God, the unity in the disunity, the all-encompassing love of the encounter with God thanks to purification, the illumination and the perfection, the three stages of the mystical ecstasy. Finally it explores the theme of divine names from the dialectic of the unmentionable omnimentionable.

119-139

A formação do Reino Católico de Toledo: de Recaredo a Sisebuto

Esteves, Germano Miguel Favaro

Com a conversão oficial de Recaredo ao Cristianismo católico a partir de 589, a monarquia visigoda começa a mudar sua posição em relação ao poder religioso. Assim, surge uma nova perspectiva a respeito da figura do monarca, do poder real e da relação destas esferas com a Igreja. Como a unidade do reino passava pela “verdadeira fé” aos cuidados do rei, monta-se, assim, uma concepção teocrática da realeza, com base na sanção divina atribuída à autoridade do monarca. A monarquia visigoda se converte, então, em monarquia católica e começa a assumir os princípios cristãos que justificavam a existência de poderes terrenos. Diante do exposto e a partir da análise de fontes e de especialistas no período, vemos que, após a conversão, o monarca que conseguirá adotar tais características, consolidando-as, é Sisebuto, que reina de 612 a 621.

With the official conversion to Catholic Christianity by Reccared in 589, the Visigothic monarchy begins to change its position in relation to religious power. Thus, a new perspective is opened on the figure of the monarch, the royal power and the relationship of these spheres with the Church. As the unity of the kingdom passed through faith to the care of the king, creates a conception of the theocratic kingship, based on divine sanction given to the authority of the monarch. The Visigothic monarchy becomes, then, a Catholic monarchy and begins to take on the Christian principles that justify the existence of earthly powers. With the analysis of sources and experts in the period, we see that, after conversion, the monarch who will be able to adopt these characteristics, consolidating them, is Sisebut, who reign from 612 to 621.

140-157

As bases do saber nas Etimologias de Santo Isidoro de Sevilha

Borges, Rilton Ferreira

O presente artigo tem como objetivo debater quais seriam, na visão de Santo Isidoro de Sevilha, as bases e o caminho para se chegar ao conhecimento pleno. Para isto, utilizaremos os cinco primeiros livros das Etimologias, obra que visa compilar a totalidade do conhecimento disponível, partindo da hipótese de que os livros iniciais desta obra são uma espécie de introdução ao conhecimento pleno, expondo os conhecimentos básicos para se chegar à plenitude dos saberes. Conhecendo a estrutura destes cinco livros, podemos ter uma ideia de como a obra é estruturada em seu todo e qual o papel de cada saber na construção de um conhecimento que atinja a totalidade da Criação e aproxime os homens do conhecimento do Criador.

The purpose of this study is to discuss what would be, in St. Isidore of Seville’s view, the foundation and path to reach Universal knowledge. For this, we utilized the first five books of the Etymologies – works whose purpose was to compile the totality of the available knowledge. These works have been hypothesized to be the earliest books to serve as an introduction to Universal knowledge. Using this introduction to Universal knowledge allows exploration to reach True knowledge. From studying the structure of these five books, we now have an idea of how the entire work is structured. We are also enlightened as to the role of each knowledge in the construction of a knowledge that reaches the totality of the creation and makes mankind gets closer to the knowledge of the Creator.

158-182

A ordem nas escolas do silêncio: Anselmo de Laon (c. 1050-1117) descrito pela pena monástica de Guiberto de Nogent (c. 1055 - c. 1125)

Lanzieri Júnior, Carlile

Neste artigo, tencionamos adentrar um pouco mais no debate acerca do affaire Bernardo de Claraval e Pedro Abelardo. Todavia, tomaremos uma via analítica um pouco diferente. Através das palavras escritas pelo abade Guiberto de Nogent sobre o mestre Anselmo de Laon, buscaremos compreender o significado histórico da palavra “silêncio” entre os monges medievais. Silêncio que era hábito e orientação espiritual nos mosteiros dos séculos X-XII. E foi justamente o silêncio de Anselmo de Laon que provocou as críticas de Abelardo.

In this article, we intend to enter a little more in the debate about the affaire Bernard of Clairvaux and Peter Abelard. However, we will take a little different analytical via. Through the words written by abbot Guibert of Nogent about the master Anselm of Laon, we will search to understand the historical significance of the word “silence” among the medieval monks. Silence was a habit in the monasteries of the 11-12th centuries. And was just the silence and the moderation of Anselm of Laon that provoked the criticism of Abelard.

183-200

Balanço historiográfico e novas perspectivas de pesquisa sobre os “Cátaros”

Silva, Patrícia Antonio Serieiro

O presente artigo aborda as tendências historiográficas sobre a dissidência medieval denominada “Cátara” no século XX. Ele divide-se em duas partes. A primeira parte discute a imagem dos heréticos divulgada pelos polemistas anti-heréticos nos séculos XII e XIII. A segunda parte analisa as múltiplas abordagens sobre os dissidentes e os novos campos de sua investigação.

Cet article examine les tendances de l’historiographie de la dissidence médiéval appelée “Cathare” dans le XXe siècle. Il est organisé en deux parties. Dans la première partie, l’article aborde l'image des dissidents propagée par les polémistes anti-hérétiques dans les XIIe et XIIIe siècles. La deuxième partie de l’article concerne les multiples approches sur les dissidents et les nouveaux champs de ses recherches.

201-229

A construção da imagem de Eduardo II na Scalacronica e na Chronicle of Lanercost

Santos, Fernando Pereira dos

No contexto das guerras contra as monarquias circunvizinhas, os cronistas ingleses do século XIV, seculares e monásticos, empenharam-se em realizar narrativas daqueles acontecimentos, imputando-lhes valores de verdade em conjunção com interesses que tais conflitos geravam em seus respectivos grupos. Destarte, utilizar-no-emos de uma crônica monástica (Chronicle of Lanercost) e outra secular (Scalacronica), observando as divergências narrativas da imagem de Eduardo II (1284-1327), pois, derrotado na batalha de Bannockburn, deparou-se com o descontentamento da nobreza em conflitos internos nos anos subsequentes. A partir de tal premissa, interrogar-no-emos acerca de sua descrição em ambos os manuscritos, ponderando sobre os fatores primordiais para a construção de sua imagem.

Into the context of wars against neighbouring realms, the lay and ecclesiastical XIV century English chroniclers diligently constructed narratives about such events, imputing values of truth conjoining with interests which such conflicts arouse among their respective social groups. Therefore, we will make use of an ecclesiastical chronicle (Chronicle of Lanercost) and a lay one (Scalacronica), bearing in mind the narrative deviations of Edward II (1284-1327) image, who, defeated at the battle of Bannockburn, faced the noblemen dissatisfaction in internal struggles on subsequent years. From that point, we will inquire about Edward II’s depiction in both manuscripts, pondering about the main factors to the construction of his image.

230-247

Representações do Clero em Os Contos da Cantuária

Santos, Anna Beatriz Esser dos

Os Contos da Cantuária de Geoffrey Chaucer foram um marco para a Língua Inglesa, pois têm o objetivo de ser um extrato da vida dessa sociedade do final do século XIV. A partir deste, serão verificadas as transformações sociais ocorridas no período e como os ideais cristãos foram articulados pelo autor da obra. Deste modo, será analisado o discurso dos narradores em O Conto do Frade, O Conto do Beleguim, O prólogo do Vendedor de Indulgências e O Conto do Criado do Cônego, no que diz respeito à atuação do clero e seu espaço na sociedade medieval e em como a historiografia aborda os valores de conduta presentes nesses Contos, comparando-os com a crítica social presente em Chaucer.

The Canterbury Tales written by Geoffrey Chaucer are considered a milestone for the English Language; they have the goal of being an extract of this society’s life in the late fourteenth century. We will verify the social changes and how the Christian ideals were articulated by the author. We will analyze the speech of the narrators in The Friar’s Tale, The Summoner’s Tale, The Pardoner’s Prologue and The Canon’s Yeoman regarding to the role of clergy and their place in medieval society and how the values of conduct are discusses in these tales comparing them with the social critique presented in Chaucer’s work.

248-266

Guerreiras na Era Viking? Uma análise do Quadrinho “Irmãs de escudo” (Série Northlanders)

Langer, Johnni

O artigo analisa uma história em quadrinho retratando a mulher guerreira da Era Viking. Também realizamos uma sistematização historiográfica sobre o papel da mulher neste período e um debate sobre as origens artísticas e ideológicas na formação deste imaginário, originado durante o século XIX. Como principais autores teóricos, utilizamos a obra de Carlo Ginzburg e Peter Burke, além de pesquisadores da imagem e dos estudos escandinavos.

This paper analyzes a comic depicting a warrior woman of the Viking Age. We also performed a systematic historiography on the role of women in this period and a debate on the artistic and ideological origin of the imagination, originated during the nineteenth century. The main theoretical authors, used the work of Carlo Ginzburg, Peter Burke, and researchers of the image and Scandinavian studies.

267-293

Volver a página anterior
Inicios | Agradecimientos | Sobre InterClassica | Servicio de notificaciones | Contacto | RSS RSS | Twitter Twitter

Fundación Séneca Universidad de Murcia Campus Mare Nostrum

Copyright © 2006 - 2020 InterClassica - Universidad de Murcia
InterClassica utiliza eZ publish™ como gestor de contenidos.